Secretaria de Esportes de Maringá fomenta o vôlei de praia na Vila Olímpica
24/03/2018 - 23h10 em Vôlei de Praia

Orlando Gonzalez

Crianças, adolescentes e adultos podem praticar o vôlei de praia na Vila Olímpica, em Maringá, gratuitamente. As atividades são as terças e quintas-feiras e tem professor para avaliar os alunos nos treinamentos, assim como para passar instruções da melhor maneira para se praticar o vôlei de praia. O projeto da Secretaria de Esportes e Lazer de Maringá (SESP), chamado de SESP Formação Esportiva, tem na coordenação a professora Lorraine Savano. Hoje são 50 alunos – 20 na categoria crianças/adolescentes e 30 na categoria adultos.

 

“O vôlei de praia tem muitos praticantes nas cidades litorâneas de todo o Brasil, e como aqui em Maringá temos a Vila Olímpica, que é um centro de treinamento com uma estrutura excelente, temos quatro quadras de areia, e a população gosta de voleibol, pensei em oportunizar o aprendizado e o desenvolvimento na modalidade. O projeto visa atender pessoas interessadas em praticar o vôlei de praia. Criei duas turmas - crianças e adolescentes, de 9 a 17 anos -, que realmente têm interesse em aprender a jogar. E uma turma para adultos da comunidade – não atletas. Este espaço tem pessoas que já brincaram de voleibol na escola, pessoas que nunca jogaram, e ex-jogadores”, comentou Savano.

 

As aulas acontecem as terças e quintas-feiras, das 18 às 20h, para crianças e adolescentes. O outro horário, em quadra diferenciada, das 19h15 às 21h15, para os adultos da comunidade.

 

Para fazer parte do projeto, basta apenas comparecer à Vila Olímpica nos horários de atividades e conversar com a professora Lorraine. Vale lembrar que para os adultos existe uma lista de espera. Os interessados devem entrar em contato pelo telefone 3220-5750, no setor de esporte de rendimento da Secretaria de Esportes e Lazer, deixar nome, data de nascimento e o número do telefone.

 

 

REVELADA NO PROJETO

A atleta Mayara Lamin, que recentemente conquistou o título do Circuito Brasileiro Sub-19, iniciou no projeto da SESP a sua participação no vôlei de praia. E também há casos de garotos da turma de crianças e adolescentes que foram vice-campeões paranaenses.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!