PRIMEIRA LIGA – Paraná Clube é superado pelo Londrina
22/02/2017 - 9h21 em Futebol - Primeira Liga

Gustavo Ticiani/Paraná Clube

Em um jogo de tempos distintos, o Paraná Clube perdeu (2 a 1) para o Londrina, pela Copa da Primeira Liga. O jogo foi disputado no estádio do Café, com público de apenas 1.600 pagantes. Com o resultado, o Tricolor segue na segunda colocação do Grupo D, com 3 pontos.

 

Na semana que vem, em casa, garante a classificação para a próxima fase com uma vitória simples sobre o Figueirense. “Não fizemos um bom primeiro tempo. Aceitamos o jogo do adversário. Valeu pela reação no segundo tempo, mas não foi suficiente. Precisamos de mais”, afirmou o técnico Wagner Lopes.

 

Com uma partida decisiva no próximo sábado – frente ao Bahia, pela Copa do Brasil – e vindo de um jogo desgastante diante do PSTC, o treinador paranista manteve a sua estratégia e colocou em campo um time alternativo.

 

Nem mesmo o goleiro Léo, que havia disputado todos os jogos até então, foi escalado. Marcos, recuperado de lesão, fez seu primeiro jogo no ano. Mesmo com tantas alterações, o Paraná começou bem a partida, com investidas de Bruno Cantanhede pelo lado direito e a presença de Ruben Bentancourt na área adversária.

 

Mas foi o Londrina quem abriu o placar. Na cobrança de escanteio de Rafael Gava, Celsinho tentou, mas foi Paulo Rangel quem conferiu.

 

Logo depois, o Paraná teve três chances seguidas para empatar: duas com Zezinho, de cabeça, e uma com Cantanhede, batendo cruzado para a defesa de Alan. Só que o gol não saiu e o castigo veio no final do primeiro tempo. Em novo escanteio para o Londrina, ninguém conseguiu cortar e Rangel, livre, ampliou. “Não aceito a passividade. Temos que guerrear mais, é jogo de entrega, de atitude”, reclamou Wagner Lopes.

 

O grupo entendeu o recado e, no segundo tempo, partiu pra cima do Londrina. Logo no início, Bentancourt recebeu na área, mas Ícaro fez o corte. Aos 13, o Tricolor diminuiu. Bruno Cantanhede foi derrubado por Ayrton: pênalti. Jonas Pessalli cobrou com categoria, no canto esquerdo, 2 a 1.

 

 

Pouco depois, o próprio Bruno quase empatou. O atacante tocou de cabeça, tentando encobrir Alan, que salvou com a ponta dos dedos. Na pressão, Felipe Alves – que entrara na vaga de Biteco – acertou a trave esquerda do Londrina. Mas, mesmo com as entradas de Renatinho e Ítalo, o time da casa segurou o placar e garantiu a classificação para a segunda fase da Primeira Liga. (ParanáClubeOficial)

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!