Maringá vai auxiliar em mapeamento para detectar e resolver problemas estruturais do País
21/07/2021 20:01 em Notícias de Maringá

A Prefeitura de Maringá contará com um representante na coordenação do Índice de Concorrência dos Municípios Brasileiros (ICMB). O secretário de Inovação, Aceleração Econômica, Turismo e Comunicação, Marcos Cordiolli, recebeu um convite, na terça-feira, 20, para integrar uma comissão ligada ao índice, que visa avaliar de forma ampla o ambiente econômico brasileiro e mapear as dificuldades estruturais, burocráticas, concorrenciais, trabalhistas e econômicas que atrapalham o crescimento do País.

 

O ICMB, que é realizado pela Secretaria de Advocacia da Concorrência e Competitividade, ligada ao Ministério da Economia, detectará problemas da esfera econômica e que envolvem a livre iniciativa, concorrência e outros agravantes estruturais que tornam hoje o País mal colocado em índices mundiais importantes. 

 

Um dos exemplos é o ranking do Product Market Regulation (PMR), da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), em que o Brasil ocupa a 46ª posição dentre 49 países. Outro caso é o Global Competitiveness Index, do Banco Mundial, em que o País figura na última posição dentre 141 países no eixo de avaliação que aborda o ônus da regulamentação governamental.

 

Cordiolli representará o município e o prefeito de Maringá, Ulisses Maia, nos trabalhos da Secretaria de Advocacia da Concorrência e Competitividade, que dividiu em eixos estruturantes a dinâmica que busca como resultado final uma espécie de mapeamento para detectar os principais problemas enfrentados em nível municipal no País.

 

“Questões cruciais para que os municípios possam avançar, assim como Maringá já vem avançando, serão levadas em consideração pelo índice. Desde mercado local, com propostas de empreendimentos no município, liberdade econômica, produtividade, até questões sobre segurança jurídica e concorrência em serviços públicos”, explica Cordiolli.

 

MAIS DE 100 MIL HABITANTES - Municípios tiveram até segunda-feira, 19, para formalizar interesse em participar do processo por meio de ofício, podendo participar do projeto-piloto municípios que possuam mais de 100 mil habitantes, de acordo com a estimativa populacional do IBGE.

(Fonte: PMM)

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!