Prefeitura de Maringá revitaliza espaços públicos com iluminação de LED e fotovoltaica
04/08/2022 10:28 em Notícias de Maringá
A Prefeitura de Maringá investe em ações inteligentes e sustentáveis para a população. Uma dessas iniciativas é a manutenção e revitalização da iluminação de diversos espaços públicos como unidades de ensino, praças, espaços infantis e Academias da Terceira Idade (ATIs). Equipes da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra) substituem as antigas lâmpadas de sódio por modernas luminárias de LED e fotovoltaicas.  
 
Além de ser uma fonte renovável de energia e não emitir gases poluentes, a iluminação de LED ou fotovoltaica tem vida útil maior e baixo custo de manutenção. Apenas neste ano, as lâmpadas de energia fotovoltaica foram instaladas em 24 pontos diferentes da cidade. São 12 unidades de ensino, quatro praças, quatro espaços infantis e quatro ATIs.  
 
Até o fim do ano, outras 19 unidades de ensino e diversos locais serão revitalizados com novas luminárias fotovoltaicas. "Os modernos equipamentos são econômicos e sustentáveis. Os espaços com a nova iluminação também garantem o bem-estar e segurança da população", destaca a secretária de Infraestrutura, Maria Lígia Guedes.
 
Desde 2017, dezenas de locais foram revitalizados com iluminação de LED como as Avenidas Carlos Borges, Tuiuti, Pedro Taques, 19 de Dezembro, Mandacaru, Alziro Zarur e a ciclovia da Avenida Gastão Vidigal. Além disso, foram instalados diversos superpostes em vários locais como estacionamento do Estádio Willie Davids, Praça da Catedral, distritos e complexos de lazer.
 
′Smart City′ - A gestão municipal também investe em outras práticas inteligentes. O Aeroporto de Maringá prepara a instalação de painéis de energia fotovoltaica para trocar o sistema de energia elétrica no local. A mudança proporcionará uma economia de aproximadamente 80% na conta de energia. 
 
A Prefeitura de Maringá também vai construir duas usinas para geração de energia fotovoltaica. As unidades vão garantir economia de R$ 2 milhões mensais que deixarão de ser pagos em conta de energia dos prédios públicos. As usinas têm capacidade de produção de 5 megawatts de energia com 11.300 placas em cada. 
 
O município, por meio da parceria com o Projeto Felicity, ganhou o projeto técnico para instalação da primeira usina, de quase 110 mil m², no Parque Industrial Felizardo Meneguetti. O local de implantação da segunda usina está em fase de estudo.
(Texto: Murilo Saldanha. Foto: Thiago Louzada/PMM)
COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
Rodape