Nos pênaltis, Grêmio bate Bahia e vai às semifinais da Copa do Brasil
13/07/2023 09:37 em Futebol - Copa do Brasil

Eram 20h05 quando, depois de uma série de vistorias no gramado da Arena devido às fortes chuvas que atingiram Porto Alegre durante a quarta-feira, as equipes de Grêmio e Bahia entraram em campo para a decisão das quartas de final da Copa do Brasil. Mesmo com pouco mais de uma hora de atraso, o Tricolor não se abalou e seguiu focado no objetivo. Resultado: uma noite de muitas emoções, missão cumprida e vaga garantida nas semifinais da competição, depois do time de Renato Portaluppi vencer os baianos nos pênaltis, por 4 a 3.  

Nos 90 minutos, o jogo terminou empatado em 1 a 1, com gol assinalado por Villasanti no segundo tempo, enquanto Everaldo marcou para os visitantes na etapa inicial. 

A decisão 

Os primeiros movimentos do jogo foram de ambientação de ambos os times, mas foi o Grêmio quem levou perigo inicialmente: aos 10 minutos de bola rolando, Reinaldo fez um cruzamento para Suárez, que tentou a finalização de voleio, mas a bola passou pelo uruguaio. Logo em seguida, após cobrança de escanteio, Bruno Alves subiu entre dois zagueiros e mandou de cabeça na pequena área, mandando à esquerda de Marcos Felipe. 

O Tricolor seguiu pressionando os adversários e só não marcou aos 13’, por grande defesa do arqueiro baiano – a bola foi colocada na pequena área e Carballo desviou, mas o goleiro fez uma grande defesa. 

Do outro lado, os visitantes tiveram uma oportunidade logo na sequência, quando Kayky tentou com uma finalização, mas mandou por sobre o gol. Outra chance saiu dos pés de Everaldo na meia-lua da grande área: o atacante chutou com perigo, mas Bruno Uvini cortou o lance. 

Passados 27’, Suárez foi acionado invadindo a área, mas a zaga conseguiu o corte preciso, impedindo o centroavante de dar sequência ao lance. Depois de uma cobrança de escanteio, Uvini desviou buscando o canto direito da meta adversária - por detalhe a bola não morreu no fundo do gol. 

Quando o relógio marcava 35 minutos, Bitello avançou e na risca da grande área, chutou – a bola bateu no braço de Acevedo e a penalidade foi marcada. Franco Cristaldo foi para a cobrança, chutando forte, a meia altura, no lado direito da meta. Marcos Felipe voou para fazer a defesa e impedir o gol gremista. 

Na reta final do primeiro tempo, já nos acréscimos, Everaldo recebeu um passe, mesmo de longe arriscou e acertou o gol, abrindo a contagem na Arena, aos 50 minutos. 

O Grêmio voltou com a mesma formação para a etapa complementar. Com 3’ jogados, o Tricolor trabalhou a bola de pé em pé, até que ela chegou a Reinaldo na área - o lateral acionou Suárez, que finalizou, mas o goleiro segurou. Em seguida, o uruguaio criou uma chance, acionando Cristaldo, mas Marcos Felipe se antecipou e interceptou o lance. 

Aos 7 minutos, Bitello recebeu passe e chutou rasteiro, buscando o canto da meta, mas mais uma vez Marcos Felipe fez a defesa.  

Já o Bahia respondeu aos ataques gremistas e tentou ampliar com Kayky, que fez uma boa jogada, tabelou e chutou rasteiro, mas Gabriel Grando defendeu. 

Aos 11’, Ferreira entrou em campo, ocupando o lugar de Kannemann, mudança que desfez a formação inicial de três zagueiros.  

Os gremistas seguiram correndo atrás do marcador e criaram por algumas vezes seguidas: primeiro, Cristaldo recebeu na entrada da área acionou Ferreira, que finalizou cruzado - Gabriel Xavier cortou. Em seguida, Suárez viu Marcos Felipe adiantado e tentou mandar por cobertura, desviando de cabeça, mas o goleiro baiano conseguiu voltar e fazer boa defesa, com 15’. 

O Bahia tentou também em lance de contra-ataque, com Everaldo, que foi até o meio campo, acionou Ademir, que chutou, mas Grando defendeu. 

Na marca dos 26 minutos, Ferreira fez grande jogada na esquerda e cruzou para Villasanti, que deslocou o goleiro e mandou para o fundo das redes, igualando o placar na Arena. Logo em seguida, Vina teve a chance de ampliar, mas mandou por sobre o gol.  

Passados 40’, o Bahia colocou duas bolas na trave. Já os gremistas responderam de imediato, com um lançamento preciso na cabeça de Ferreira, que desviou, mas o goleiro defendeu. 

Três minutos depois foi o Grêmio quem colocou a bola na trave. Suárez chutou colocado, Marcos deu um tapa e a bola explodiu no poste. 

Além de Vina que já havia entrado em campo, André Henrique, Nathan e Gustavo Martins ocuparam os lugares de Suárez, Carballo e João Pedro. 

Tudo igual no tempo regulamentar e a decisão aconteceu nos pênaltis: 

A classificação 

Reinaldo foi o primeiro a bater, encheu o pé e converteu a penalidade, mandando no canto direto da meta. Do outro lado, Cauly deixou tudo igual.  

O segundo a cobrar foi Ferreira, que escolheu o canto esquerdo e colocou no fundo das redes. Os adversários também converteram com Everado. 

A terceira cobrança foi de Bruno Alves, que mandou alto, acertando o travessão. Era a hora de Gabriel Grando brilhar. E foi isso que o arqueiro fez, defendendo a cobrança de Cicinho.  

Villasanti foi o quarto gremista a cobrar o pênalti. Bateu bem e marcou, enquanto Acevedo chutou para fora. 

O quinto jogador do Tricolor a cobrar foi Bitello, mas o meia acabou mandando à esquerda da meta. Já Yago Felipe converteu. 

O empate encaminhou as penalidades para cobranças alternadas: 

André Henrique converteu e Gabriel Grando defendeu a cobrança de Gabriel Xavier.  

É Grêmio nas semifinais da Copa do Brasil.  

(Texto: Grêmio Oficial. Foto: Lucas Uebel/Grêmio)

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!