Pesquisa do Procon de Maringá indica diferença de até 41% no preço do gás de cozinha
24/01/2024 08:19 em Notícias de Maringá

 O Procon, da Prefeitura de Maringá, divulgou ontem (23) uma pesquisa de preços sobre o gás de cozinha. Foram comparados valores em 42 estabelecimentos, sendo para a entrega e também para a retirada do botijão de 13 quilos do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP). A maior diferença registrada é de 41,18% para a retirada do produto na loja. Sendo o mais barato R$ 85 e o mais caro R$ 120. 

Já para a entrega do produto, a diferença chega a 25%. Sendo R$ 100 o mais barato e R$ 125 o mais caro. “O gá de cozinha é um produto de primeira necessidade para as famílias”, comenta o coordenador do Procon, Flávio Mantovani. “Por isso, é importante pesquisar antes de comprar. Esses 41% representam R$ 35 de economia, que podem ser usados para comprar outras coisas para a casa”. 

Os valores divulgados são para pagamento à vista e  variam conforme a região a ser entregue o botijão. 

UM ANO - Na pesquisa de preços realizada em janeiro do ano passado, a diferença ficou em 18%, sendo o mais caro R$ 110 e o mais caro R$ 130. 

Na época, o levantamento era feito somente para a entrega do produto. Depois, o Procon maringaense passou a fazer um registro mais amplo, comparando também os valores para a retirada do botijão na loja. Comparando os valores no período de um ano, há diferença de até 30% entre o mais caro e o mais barato. 

(Andye Iore/Procon Maringá)

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!