Offline

Em Maringá, Biblioteca Central da UEM elege diretora para os próximos dois anos
10/07/2024 11:40 em Notícias de Maringá

A Biblioteca Central (BCE) da Universidade Estadual de Maringá (UEM) conheceu, nesta terça-feira (9), sua diretora para os próximos dois anos. Em votação on-line, a bibliotecária Márcia Regina Paiva foi eleita para o cargo com 64,28% dos votos válidos, conforme resultado publicado pela comissão eleitoral.

A votação foi realizada de forma on-line ao longo desta segunda-feira (8). Pela primeira vez, puderam votar servidores das bibliotecas dos câmpus regionais da UEM, além dos agentes universitários vinculados à própria BCE e às bibliotecas setoriais do câmpus sede.

Paiva, que já ocupava o cargo desde o final de 2022, por indicação do Gabinete da Reitoria (GRE), recebeu 27 dos 42 votos válidos. Também concorreram os bibliotecários Marinalva Aparecida Spolon de Almeida e Edilson Damasio, segunda e terceiro colocados, respectivamente. O pleito registrou, ainda, um voto em branco e um voto nulo. Ao todo, 46 servidores estiveram aptos a votar.

A eleição na BCE simboliza o compromisso da Reitoria com a democratização de diferentes setores da Universidade - no mês passado, por exemplo, foi realizado pleito para a superintendência do Hospital Universitário Regional de Maringá (HUM).

A comissão eleitoral da BCE foi formada pelos agentes universitários Aparecida de Lourdes Grejanin (presidente), Cicilia Conceição de Maria, Eliana Fernandes, José Targino de Souza Sobrinho e Marcos José Guirado da Silva.

 

Continuidade do trabalho

A diretora eleita deve tomar posse na sexta-feira (12), conforme o cronograma do pleito. A empossada assume a direção da biblioteca até o final da atual gestão da Reitoria da UEM, em 2026.

De acordo com Paiva, a gestão deve priorizar a continuidade do trabalho desenvolvido desde 2022. “Quero agradecer aos servidores e dizer que teremos uma gestão com isonomia, cuidado e respeito a todos que pertencem à comunidade das bibliotecas, independentemente do voto. É uma confirmação de que estamos no caminho certo e fazendo um bom serviço, não só eu, mas toda a equipe da BCE”, ressaltou.

Entre os projetos para os próximos dois anos, a gestora destacou a elaboração de um plano de contingência para o Sistema Integrado de Bibliotecas (SIB/UEM), a inclusão de equipamentos de acessibilidade a Pessoas com Deficiência (PcD), a manutenção do telhado da BCE e a readequação espacial do hall de exposições e do piso térreo, já em andamento com a recente inauguração do Núcleo Regional de Cultura de Maringá e a futura mudança da Livraria Eduem para o interior da biblioteca.

Outras propostas dizem respeito à criação de um laboratório de digitalização, à contratação de servidores, à automação dos serviços das bibliotecas, à manutenção dos totens de autoatendimento e à magnetização do acervo - por meio da identificação das obras com fitas magnéticas e da instalação de sensores na saída da BCE, como existe em lojas de roupas, por exemplo.

Conforme a diretora, todas as ações prezam por maior segurança e conforto aos usuários da biblioteca. “O trabalho tem foco na melhoria do ambiente, no atendimento à comunidade e na parceria em ações e eventos com os quais já temos contribuído. A biblioteca quer abraçar a UEM, ser vista e servir aos alunos, docentes, servidores técnicos e à comunidade externa. Queremos uma equidade, também, neste sentido”, projetou.

Ao parabenizar a vencedora do pleito, o pró-reitor de Ensino, Marcos Vinicius Francisco, comemorou o processo democrático de escolha da direção. “Essa eleição se soma à eleição realizada no HUM e a outras que ocorrerão, dado o compromisso de campanha da atual gestão. A ideia era que a eleição fosse balizada pelo envolvimento de todas as bibliotecas afetas à BCE. Assim, conseguimos resgatar a participação democrática de todos os servidores e foi tomada a decisão que o coletivo almeja neste momento”, afirmou.

Vinculada à Pró-Reitoria de Ensino (PEN) da UEM, a BCE está localizada no Bloco P-03 do câmpus sede da Universidade, em frente ao Restaurante Universitário (RU). O atendimento ocorre de segunda a sexta-feiras, das 8h às 22h, e aos sábados, entre 7h30 e 12h45.

O SIB/UEM inclui as 11 bibliotecas ativas da UEM - além da BCE, as bibliotecas setoriais da Matemática, do Direito, do Nupélia e do HUM, em Maringá, bem como as bibliotecas dos câmpus regionais de Cianorte, Cidade Gaúcha, Goioerê, Ivaiporã e Umuarama (câmpus fazenda e Centro de Tecnologia). Mais informações podem ser obtidas no site do SIB/UEM.

(Vinicius Guerra/UEM)

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!