Geison Ferdinandi assume o Procon de Maringá
12/06/2019 13:16 em Notícias de Maringá

Tomou posse na manhã desta quarta-feira, 12, o novo diretor do Procon de Maringá, Geison Ferdinandi. Advogado, trabalhou na criação de organizações não governamentais voltadas à defesa dos direitos de pessoas sem moradia e em vulnerabilidade social. Pós-graduado em direito ambiental, direito civil e processo civil, também é técnico em transações imobiliárias.

 

Durante a solenidade, o prefeito Ulisses Maia ressaltou a confiança no empossado.“Tenho carinho especial pelo Procon, órgão do qual fui diretor em 2005 e iniciamos projetos nos bairros e desenvolvemos materiais didáticos numa época com pouca estrutura. Dentro legalidade o Geison terá todo nosso apoio e liberdade para defender o interesse do consumidor”, acrescentou.

 

Representando a Câmara Municipal, o vereador Alex Chaves espera um bom trabalho do novo diretor. “Que atenda a expectativa da sociedade, atue no direito do consumidor e conte com o apoio incondicional do Poder Legislativo”, afirmou. O chefe de Gabinete, Domingos Trevisan, deu as boas vindas e lembrou da responsabilidade do empossado. “Desejamos êxito em todas as ações na sua primeira experiência no poder público”, enfatizou.

 

Geison Ferdinandi assume o Procon de Maringá

 

Geison Ferdinandi comentou sobre seus objetivos no órgão. “É uma honra integrar a equipe da administração municipal. Deixarei aberta a porta do Procon, casa do povo, e darei todo meu empenho nessa nova experiência profissional”, destacou.

 

A solenidade de posse contou com a participação do vice-prefeito Edson Scabora, secretários municipais, demais servidores e representantes da sociedade civil organizada.

 

Criado em 1994, na gestão do prefeito Said Felício Ferreira, o órgão de defesa do consumidor tem status de secretaria municipal. Diariamente são atendidas, em média, cem pessoas. Com mais de 60 funcionários, entre servidores e estagiários, o Procon tem entre outros setores a fiscalização, análise jurídico-administrativa, análise jurídica fiscalizatória e cartório.

(Foto: Vivian Silva/PMM)

 

MAIS...

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!