Brasil confirma mais 27 medalhas nas disputas de sexta pelos Jogos Pan-americanos
10/08/2019 10:37 em Jogos Pan-Americanos do Peru

A sexta-feira, dia 9, foi mais um dia para entrar para a história do Time Brasil em Jogos Pan-americanos. Conquistamos mais 27 medalhas, sendo dez de ouro, nove de prata e oito de bronze. O número de pódios, 27, iguala o mesmo número recorde de medalhas que conquistamos em um único dia nos Jogos Pan-americanos Rio 2007.

 

 

As primeiras medalhas vieram logo cedo, no remo. A partir daí, veio a chuva de medalhas, que teve passagens pelo ciclismo BMX Racing, pela vela, nas classes RS:X feminina, 49er, Laser e Nacra 17. 

 

No meio do dia vieram as medalhas do karatê, do Wrestling, com Aline Silva e Laís Nunes, e também o festejado ouro individual no hipismo saltos, com Marlon Zanotelli, que já havia sido campeão por equipes em Lima. 

 

A parte da noite foi a mais recheada de medalhas. Rafaela Silva brilhou como sempre no judô, fechando a tríade de ouro: Pan, Mundial e Jogos Olímpicos. Depois foi a vez do atletismo, com três medalhas de ouro.

 

No fim da noite, o destaque, como já vem sendo hábito, foi para a modalidade que está dando mais medalhas ao país em Lima: a natação. Foram mais seis medalhas, sendo três de ouro, uma de prata e duas de bronze.

 

ESGRIMAO Brasil conquistou a medalha de prata no florete, por equipe. Depois de derrotar o Canadá por 45 a 43 nas semifinais, os brasileiros enfrentaram a forte equipe americana na decisão. Desta vez, melhor para os Estados Unidos, que venceram por 45 a 23. "Na semifinal, contra o Canadá, nós sabíamos que seria um jogo difícil. A gente já enfrentou os canadenses em competições mundiais e sabíamos que não ia ser diferente aqui, mas estávamos preparados. Independentemente do início difícil, desde o primeiro momento, sabíamos que poderíamos ganhar, e ganhamos", disse Guilherme Toldo.

 

TIRO COM ARCONo recurvo, as brasileiras, que irão competir pelo bronze por equipes, não conseguiram chegar às disputas por medalhas no individual. Graziela dos Santos foi superada pela colombiana Valentina Giraldo, por 6 a 5, na flecha desempate ainda na 1ª rodada. Ane Marcelle dos Santos e Ana Luiza Caetano conseguiram vitórias na fase inicial, mas caíram nas oitavas. Ane Marcelle foi derrotada pela mexicana Mariana Martínez e Ana Luiza pela americana Casey Kaufhold, ambas por 6 a 2. No arco composto, Gisele Meleti, única representante do Brasil na prova, foi derrotada nas oitavas-de-final pela peruana Beatriz Hurtado por 141 a 133.

 

POLO AQUÁTICOO Brasil não tem mais chances de brigar pelo ouro em Lima. Nas semifinais, a seleção feminina foi derrotada pelo Canadá por 19 a 5, e agora enfrenta Cuba na disputa do bronze. No masculino, o Brasil também perdeu para o Canadá, mas por um placar bem apertado, 8 a 7. Na disputa do bronze, a seleção enfrenta a Argentina. 

(Foto: Washington Alves/COB)

 

MAIS...

COMENTÁRIOS