Diniz diz que Seleção venceu com méritos em Lima
13/09/2023 08:51 em Futebol - Eliminatórias Sul-Americanas

O técnico Fernando Diniz elogiou a atuação dos jogadores da Seleção Brasileira na vitória sobre o Peru, por 1 a 0, em Lima, na madrugada de quarta-feira (13), pela segunda rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo. O gol de Marquinhos, de cabeça, aos 44 minutos do segundo tempo após cobrança de escanteio de Neymar garantiu os 100% de aproveitamento do Brasil na competição. A Seleção soma seis pontos e lidera o torneio classificatório para o Mundial.

"A vitória é muito importante. É sempre super importante vencer. Eu acho que a gente venceu com muito mérito", afirmou Diniz após a segunda partida no comando do time nacional.

"Foi um time que mereceu ganhar em que pesem os erros de passe, tivemos muita imposição desde o início da partida", acrescentou.

O técnico contou que a jogada do gol de Marquinhos foi treinada nos últimos dias.

"A gente treinou bola área. Bola área define campeonato. Hoje definiu o jogo. Soubemos nos defender bem. Tivemos chances claras, nos gols anulados. Acabamos vencendo pela persistência, merecimento, numa bola bem batida e antecipação pelo alto", explicou.

Na entrevista coletiva realizada no Estádio Nacional, Diniz classificou como muito positiva a atuação dos atletas no início do seu trabalho.

"Fico satisfeito com o que apresentamos na soma dos dois jogos. No jogo de hoje, era uma atmosfera diferente de Belém, no Pará. A equipe teve que fazer três gols para valer um. Teve aquela margem mínima (na marcação do impedimento do ataque brasileiro) que demorou oito minutos para não validar o gol. Não tivemos tanta fluência, estranhamos um pouco o gramado. Isso facilitou a marcação (dos peruanos), e tivemos mais erros na parte técnica do que o normal. Muito pelo campo, em alguns momentos tentando jogar de forma acelerada, mas acho que o saldo foi muito positivo", contou o técnico.

O treinador disse que os jogadores estão se adaptando ao seu trabalho. 

"Os jogadores vão entender, não precisa de muita gente para fazer superioridade, é uma questão de ocupar bem os espaços, circular bem a bola. A gente tentou acelerar demais, não teve paciência para ir desmanchando a marcação aos poucos. Isso dificultou o nosso jogo também", admitiu o técnico.

A Seleção volta a jogar no próximo mês quando o time terá mais dois confrontos pelas eliminatórias. O Brasil enfrenta a Venezuela, em Cuiabá, no dia 12 de outubro. Cinco dias depois, a equipe joga contra o Uruguai, em Montevidéu.

(Texto: CBF. Foto: Vitor Silva/CBF)

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!