Osasco São Cristóvão Saúde vence Fluminense na estreia em casa na Superliga 2020/21
15/11/2020 14:07 em Vôlei - Superliga Feminina

Sexta-feira 13 pode ser o dia do azar para muita gente. Menos para o torcedor osasquense. Isso porque o Osasco São Cristóvão Saúde derrotou o Fluminense por 3 sets a 0, com parciais de 25/17, 25/18 e 25/21, em 1h27min da partida válida pela segunda rodada da Superliga Banco do Brasil, que marcou a estreia da equipe no ginásio José Liberatti na temporada 2020/21 do campeonato nacional. Na próxima terça-feira (17), em Barueri, Tandara, Camila Brait, Roberta, Bia, Tainara e cia. enfrentam o São Paulo/Barueri em busca da terceira vitória consecutiva.

 

Apesar de não contar com duas jogadores consideradas titulares – Bia sentiu dores na musculatura abdominal e Jaque está em fase final de tratamento por lesão na coxa – Osasco mostrou que tem um elenco equilibrado e que dá conta do recado. Camila Paracatu substituiu Bia e terminou a partida como a melhor em quadra. “Tomei um susto no vestiário, quando o Luizomar avisou que eu iria entrar. Mas trabalho todos os dias para estar pronta para quando o time precisar. Estou muito feliz por essa vitória por 3 a 0”, afirmou a central, que marcou 12 pontos, ganhou o troféu VivaVôlei e foi eleita a MVP da partida em votação do torcedor osasquense nas redes sociais.

 

A festa de Paracatu e suas companheiras só não foi completa porque o torcedor ainda não pode frequentar a arquibancada do José Liberatti. “É uma pena mesmo, mas o momento exige. Bom que agora temos o nosso programa de sócio torcedor, o #Juntos por Osasco, que ajuda a nos aproximar dos fãs. Temos muito conteúdo digital e interativo e quero convidar os nossos apaixonados torcedores à participar”, completou a central.

 

O programa de sócio-torcedor do Osasco São Cristóvão Saúde conta com benefícios tanto no ambiente físico como no virtual. Para fazer parte, basta acessar o site https://juntosporosasco.com.br e escolher seu plano. São duas opções. O MAIS OSASCO (R$ 19,90 mensais) e o SEMPRE OSASCO (R$ 39,90 mensais).

 

O jogo – Osasco começou o jogo sendo obrigado a correr atrás do placar. Chegou a ficar quatro pontos atrás (5/9). Encostou com uma bola de segunda de Roberta (8/9). O empate veio com Gabi Cândido, com um ataque pela entrada de rede (12/12). O time de Luizomar virou. Tandara, na largadinha, marcou 15/13. Tainara e Mayany, no bloqueio duplo, fizeram a 20/16. Com um ace de Paracatu, as osasquenses chegaram ao set point no 24/16 e Tainara atacou para fechar em 25/17.

 

O início do segundo set foi diferente. Com Osasco mandando em quadra, quando fez 7/3, o Fluminense pediu tempo. O bloqueio mostrou sua força. Além dos pontos diretos, como no 9/3, com Tandara e Paracatu, amorteceu muitas bolas para a construção de contra-ataques. Com um ace, Gabi fez 13/5. A ponteira marcou no 20/12, desta vez pela entrada de rede. As comandadas de Luizomar encaminharam a vitória sem sustos, que veio com o placar de 25/18.

 

Osasco manteve o domínio no terceiro set. Com um bloqueio de Roberta, abriu cinco pontos (10/5). Assim como nas duas parciais anterior, Jaque entrou para sacar. O marcados indicava 15/10. Tandara, na pipe, fez 18/12. Tainara desceu o braço no 20/14. No fundo de quadra, Camila Brait manteve a segurança no passe, além de conseguir boas defesas. O Fluminense ainda tentou uma reação na reta final, mas as donas da casa retomaram o controle para fechar em 25/21 e 3 sets a 0.

 

Jogaram e marcaram para o Osasco São Cristóvão Saúde: Roberta (5), Tandara (17), Gabi Cândido (7), Tainara (11), Mayany (6), Camila Paracatu (12) e a líbero Camila Brait. Técnico: Luizomar. Entraram: Naiane, Jaque, Kika, Karine.

 

Jogaram e marcaram para o Fluminense: Giovana (1), Bruna Moraes (11), Fran (9), Juli Lazcano (4), Julia Moura (3), Mayara (12) e a líbero Andressa. Técnico: Hylmer do Nascimento Dias. Entraram: Dayse (4), Natasha (1).

 

Osasco 2020/21 - Em quadra, Luizomar conta com a potência ofensiva de Tandara e Tainara; a eficiência nos bloqueios das centrais Bia e Mayany, a regularidade no fundo de quadra de Jaque e Camila Brait e a habilidade de Roberta na armação das jogadas. Completam o grupo do Osasco São Cristóvão Saúde as ponteiras Gabi Cândido, Sonaly e Ana Medina; a centrais Camila Paracatu e Karyna Malachias; as levantadoras Naiane e Amanda, a líbero Kika e a oposta Karine Schossler.

 

SUPERLIGA 2020/21

 

PRIMEIRO TURNO

9/11 - Curitiba Vôlei 1 X 3 OSASCO SÃO CRISTOVÃO SAÚDE - Curitiba/PR

13/11 – OSASCO SÃO CRISTOVÃO SAÚDE 3 X 0 Fluminense – Osasco/SP

17/11 – 19h – São Paulo/Barueri X OSASCO SÃO CRISTOVÃO SAÚDE – Barueri/SP (Canal Vôlei Brasil)

20/11 – 17h – São José dos Pinhais/AIEL X OSASCO SÃO CRISTOVÃO SAÚDE – São José dos Pinhais/PR (Canal Vôlei Brasil)

24/11 – 19h – OSASCO SÃO CRISTOVÃO SAÚDE X Sesi Bauru – Osasco/SP (Sportv)

27/11 – 21h30 – Itambé Minas X OSASCO SÃO CRISTOVÃO SAÚDE – Belo Horizonte/MG (Sportv)

01/12 – 21h30 – OSASCO SÃO CRISTOVÃO SAÚDE X Sesc RJ Flamengo – Osasco/SP (Sportv)

04/12 – 21h30 – Dentil Praia Clube X OSASCO SÃO CRISTOVÃO SAÚDE – Uberlândia/MG (Sportv)

12/12 – 21h30 – OSASCO SÃO CRISTOVÃO SAÚDE X Brasília Vôlei – Osasco/SP (Sportv)

19/12 – 19h – São Caetano X OSASCO SÃO CRISTOVÃO SAÚDE – São Caetano do Sul/SP (Sportv)

23/12 – 19h – OSASCO SÃO CRISTOVÃO SAÚDE X Pinheiros – Osasco/SP (Sportv)

(Assessoria)

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
Rodape