Em 19 segundos, Eduardo Yudy é campeão Pan-americano no Peru
11/08/2019 09:20 em Jogos Pan-Americanos do Peru

No terceiro dia do judô nos Jogos Pan-americanos Lima 2019, a seleção brasileira conquistou mais duas medalhas. Destaque para Eduardo Yudy Santos, que alcançou o título inédito com um ippon relâmpago sobre Medickson Cortorreal, da República Dominicana, na final. Além dele, Aléxia Castilhos garantiu o bronze ao vencer Estefania Garcia, do Equador, enquanto Rafael Macedo (90kg) terminou em quinto e Ellen Santana (70kg), em sétimo lugar. O judô brasileiro agora tem sete medalhas em Lima - quatro ouros, uma prata e dois bronzes - e lidera o quadro geral da modalidade.

 

Estreante em Jogos Pan-Americanos, o meio-médio Eduardo Yudy não sentiu a pressão na competição e iniciou com um waza-ari diante do argentino Luis Vega, nas quartas-de-final. Na semifinal, venceu o americano Jack Hatton por ippon no primeiro minuto do golden score, chegando à decisão diante do dominicano Medickson Del Orbe Cortorreal. Para assegurar o ouro, o brasileiro entrou ligado e resolveu o confronto com um ippon em 19 segundos de luta.

 

"Eu queria realmente ganhar assim desde a primeira luta até a final. Mas, não é tão fácil. Acho que lutei bem, não me arrisquei tanto. Ele (Cortorreal) roda bastante no Circuito. Já o conhecia vendo vídeos dele na internet, aí ficou mais fácil", contou Yudy na área de entrevistas do ginásio em Videna.

 

O segundo pódio do dia veio com a gaúcha Alexia Castilhos. A judoca da categoria meio-médio feminina (63kg) avançou para a semifinal com um waza-ari diante da americana Hannah Martin. Contra Anriquelis Barrios, porém, Alexia acabou sofrendo O ippon, e foi para a decisão do bronze com a equatoriana Estefania Garcia, campeã do Pan de Toronto 2015.

 

Na decisão pela medalha, Castilhos soube controlar a luta, pontuou com um waza-ari e administrou a vantagem para conquistar seu primeiro pódio em Jogos Pan.

 

"Queria o ouro, mas estou muito feliz com o terceiro lugar. Mostra o quanto eu estou crescendo e representa um pouco da minha caminhada. Posso não estar conseguindo o ouro ainda, mas estou entre os fortes e isso é muito importante pra mim", avaliou Alexia.

 

O Brasil ainda teve mais uma chance de bronze com Rafael Macedo (90kg) que acabou sendo superado pelo anfitrião Yuta Galarretta na disputa pela medalha e fechou sua primeira participação em Pan com um quinto lugar. 

 

Nas preliminares, Macedo precisou de 18 segundos para derrotar o canadense Mohab El Nahas por ippon e, em seguida, caiu na semi iante do vice-campeão mundial Ivan Morales, de Cuba, após sofrer três punições. 

 

A peso médio Ellen Santana (70kg) também lutou neste sábado e terminou em sétimo lugar, sendo superada pela venezuelana Elvismar Rodriguez, que terminou com o título da categoria, e pela jamaicana Ebony Drisdale, na repescagem.

 

"Deixei a desejar um pouco no tatame. Esperava um pouco mais de mim. Mas, essa participação vai somar muito no meu currículo e saio daqui mais preparada para as próximas competições", resumiu a novata Ellen Santana.

 

No domingo (11), último dia da modalidade nos Jogos Pan-Americanos Lima 2019, três judocas entram no tatame: Mayra Aguiar (78kg), Beatriz Souza (+78kg) e David Moura (+100kg), que tentará defender seu título de 2015. Mayra e Bia, por outro lado, buscam ouros inéditos em suas carreiras. 

 

As preliminares começam às 11h, com as finais sendo definidas às 13h (horário de Brasília).

(Foto: Wander Roberto/COB)

 

MAIS...

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!